(11) 4156-9555
Confira nossas mídias sociais:

Como surgiram os guardanapos?

Na idade média, segundo historiadores, as pessoas tinham costume de limpar suas mãos nos pêlos dos animais que estavam próximos ao local de refeição (gatos, cachorros, ovelhas e etc) ou em suas próprias roupas. Por uma questão de higiene aos poucos esse hábito foi substituído com a criação de guardanapos de tecido, não se sabe ao certo as origens do guardanapo, mas em um  livro de anotações culinárias atribuídas a Leonardo da Vinci (1452-1519), traz uma indicação de que esta peça pode ter sido mais uma de suas criações.

Há relatos de que no século XIII pedaços de pano ficavam suspensos nas paredes dos salões de refeições com esse fim. Somente no Renascimento (século XVI), na Itália o guardanapo passou a ser usado individualmente. No início, seu uso era artístico, como no Origami japonês.  O uso como babadouro, ao pescoço, iniciou na corte de Henrique III de França por volta de 1580. Na prática, o primeiro registro de uso de um guardanapo deu-se no dia 9 de julho de 1887, por John Dickinson, nos Estados Unidos.

O uso do guardanapo foi finalmente democratizado com o lançamento do guardanapo descartável a partir da década de 70, pois com as mulheres abrindo mão de tarefas domésticas para trabalhar fora, toda inovação que trouxesse facilidades era rapidamente incorporada no cotidiano das famílias.

About the author